MVRO- Cabeçalho - 22-07-2021 -1020.jpg

 

Cerimônia de Instalação do Estado

 

A solenidade de instalação do Estado de Rondônia, realizada no dia 4 de janeiro de 1982, no palácio Presidente Vargas, em Porto Velho, RO, foi na verdade a continuidade da posse do coronel Jorge Teixeira de Oliveira no cargo de governador do estado de Rondônia, que teve início em Brasília, DF, com a publicação do Decreto de Nomeação no Diário Oficial do Ministério da Justiça, em 30 de dezembro de 1981, o Decreto de Nomeação do Coronel Jorge Teixeira de Oliveira foi sancionado pelo presidente General João Batista Figueiredo, no dia 29 de dezembro de 1981.

 

O ministro do Interior Mário David Andreazza, ao chegar a Porto Velho, ainda no aeroporto, um repórter disse a ele que Rondônia o considerava como patrono do Estado. Nesse sentido a imprensa lhe dirigiu uma pergunta: como o senhor se sente momento, após a realização deste grande sonho?

Respondeu o ministro Mário Andreazza que a batalha para a elevação do Território Federal de Rondônia à categoria de Estado levou três anos, começou quando recém-empossado no ministério do Interior convidou o coronel Jorge Teixeira para governar o Território. A partir daí uma série de atos e iniciativas começaram a ser tomadas pelo Governo Federal: reforço na área da educação e saúde, emenda à Constituição Federal para permitir o domínio sobre terras devolutas, arrecadação de impostos federais, fortalecimento das ações nas áreas de habitação e saneamento básico, titulação de terras pelo INCRA, estabelecimento de mecanismos fiscais e tributários e o lançamento do programa POLONOROESTE no âmbito da SUDECO, que permitirá o asfaltamento da BR 364 de Cuiabá a Porto Velho e a criação de novos núcleos urbanos.

 

 

Cerimônia de Posse do Governador

 

O coronel Jorge Teixeira de Oliveira, acompanhado pelos ministros da Justiça, Ibrahim Abi-Ackel e do Interior Mário David Andreazza, e por uma comitiva do Governo Federal chegou para a cerimônia de posse no palácio Presidente Vargas as doze horas. No Palácio, sede do Governo, estavam os convidados para tomar posse no cargo de secretários do governo de Rondônia, prefeitos dos municípios (na época treze), líderes políticos, autoridades civis, militares e eclesiásticas, convidadas especiais e uma multidão de populares.

O chefe do cerimonial, Eudes Lustosa, convidou Ibrahim Abi-Ackel, ministro da Justiça, para fazer a leitura do ato de posse do coronel Jorge Teixeira de Oliveira, primeiro Governador do Estado de Rondônia. Na sequência o ministro do Interior, Mário Andreazza, fez um rápido pronunciamento, destacando o trabalho nos últimos três anos em prol da criação do Estado e do desenvolvimento do Centro Oeste e da Amazônia e disse Rondônia é um novo portal de esperança, nova estrela a brilhar no céu azul da União, criado sob a inspiração do progresso e da paz.

 

Na cerimônia de instalação do Estado de Rondônia estava presente o ministro da Justiça Ibrahim Abi-Ackel, ministro do Interior Mário David Andreazza, os governadores de Mato Grosso, Frederico Campos; do Acre, Joaquim Macedo; do Amazonas, José Lindoso; do Território Federal de Roraima, Otomar Campos; diversas autoridades e uma multidão de 15.000 (quinze mil) pessoas defronte ao palácio Getúlio Vargas. Uma hora antes da cerimônia choveu forte por alguns minutos, porém, não atrapalhou a festa da posse.

 

Instalação do Estado - 01 - 400.jpg
Instalação do Estado - 00 400.jpg

Dezenas de artigos em textos estão disponíveis para acesso, em breve serão publicados em vídeos.

Museu Virtual de Rondônia, Instituto MVR, valoriza a região denominada Rondônia e as cidades rondonienses.