MVRO- Cabeçalho - 22-07-2021 -1020.jpg

 

Território Federal de Rondônia

Final da década de 1970 e início da década de 1980

 

O Território Federal de Rondônia era vinculado ao Ministério do Interior e o governador escolhido pelo presidente da República. Assim, o coronel Jorge Teixeira de Oliveira (Teixeirão) foi nomeado pelo presidente general João Batista de Figueiredo, que, desde a sua posse no dia 10 de abril de 1979, deixava clara a sua intenção de preparar o Território Federal de Rondônia para ser elevado à categoria de estado. Porém, desde o início da década de 1970 o deputado federal Jerônimo Garcia de Santana trabalhava nesse mesmo sentido.

O nome Rondônia havia sido sugerido no período da criação do Território, mas o homenageado, o sertanista Cândido Mariano da Silva Rondon, ao tomar conhecimento, recusou a honraria. Porém, em 17 de fevereiro de 1956, o presidente Juscelino Kubitschek sancionou a Lei nº 2.731, que modificou a denominação de Território Federal do Guaporé para Território Federal de Rondônia. Áureo Melo, deputado federal pela bancada do PTB do Amazonas, nascido em Abunã, distrito de Porto Velho, é o autor do projeto de lei que modificou a denominação.

O nome “Rondônia” surgiu pela primeira vez como título do livro escrito por Edgar Roquette Pinto (1884-1954), etnólogo brasileiro que viajou pela região, no início do século XX.

 

Dezenas de artigos em textos estão disponíveis para acesso, em breve serão publicados em vídeos.

Museu Virtual de Rondônia, Instituto MVR, valoriza a região denominada Rondônia e as cidades rondonienses.